Trabalho em grupo: desafios e aprendizagens

Hoje vamos pensar um pouco sobre este assunto que para muitos, é uma pedra no sapato: trabalhar em grupo! 

O lugar em que tivemos o primeiro contato com o trabalho em grupo é a escola. Lá na Educação Infantil, realizar atividades junto com outros colegas começa sendo uma experiência incrível, acontecendo com frequência. A cada trabalho, alguns conflitos ocorrem e vão sendo resolvidos. 

A questão é que ao longo da caminhada escolar, esse exercício acaba acontecendo com menos frequência, tanto que por vezes os alunos é que solicitam, querendo o apoio dos colegas para determinada atividade. Mas será que eles sabem trabalhar em grupo? Essa pergunta não pode ser respondida apenas com uma afirmação, afinal, nem todos gostam deste exercício, porém, uma boa resposta é que ao chegar na faculdade, muitos se dão conta que “carregam” o grupo nas costas, e outros apenas “vão na onda”. Grande parte das pessoas tanto na graduação ou ainda na escola, fazem esse tipo de reclamação, e por isso, acredito que é preciso pensar sobre isso, principalmente porque isso se refletirá na vida adulta, na sua profissão.

É necessário saber trabalhar em grupo? Sim! Nós somos, essencialmente seres que precisamos uns dos outros. Antes de tudo, é preciso ter consciência que independente de quantos estão em um determinado grupo, todos precisam fazer algo para a atividade se concluir. Para isso, alguns grupos optarão pela divisão de tarefas caso não possam se reunir e fazer juntos. Entretanto, ainda na escola, o ideal é o tempo para fazer junto na própria aula, e ainda assim, uma organização de demandas de tarefa a cada componente do grupo é necessária.

Outro quesito importante em uma atividade em grupo é o diálogo. Cada componente precisa ser aberto a opinião do outro, sabendo que, por vezes, irão precisar entrar em um consenso. A conversa e o respeito são pontos principais para o trabalho em grupo.

Dessa forma, entender o trabalho em grupo como algo que precisa ser pensado, dialogado, e organizado, nos ajuda a compreender melhor esse exercício. Pensar junto, construir junto, deveria ser praticado com mais frequência, afinal, construindo juntos, aprendemos mais. Conhecer novas ideias é enriquecedor. Como diz Mario Sergio Cortella, “há pessoas que tem pensamentos diversos do nosso e isso nos auxilia a refinar os nossos pensamentos e nos ajuda também a melhor buscar maior certeza ou até dificuldade naquilo que temos de encontrar.” Isso acredito ser a essência do trabalho em grupo.

REFERÊNCIAS:

CORTELLA, Mario Sergio. O MELHOR DO CORTELLA. TRILHAS DO PENSAR, IDEIAS, FRASES E INSPIRAÇÕES. Ed. Planeta do Brasil. São Paulo, 2018.

https://br.freepik.com/vetores-gratis/funcionarios-da-empresa-compartilhando-pensamentos-e-ideias_8270975.htm#page=1&query=trabalho%20em%20grupo&position=10

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *