Versatilidade ao orientar

Isto nos remete à algo que sempre ouvimos sem saber porque, mas sabíamos apenas que tínhamos que acatar. O NÃO. Ele é necessário, imprescindível, mas não dizer “não” não significa dizer sim o tempo todo, mas sim substituí-lo por outras opções. Tanto na escola quanto em casa, podemos fazer essa mudança.

Quando dizemos muito não à uma criança duas coisas negativas  acontecem: ela aprende a dizer não pra tudo, e muitas vezes ela não nos atende. Isso aliás, é visto como teimosia, desobediência, mas não é bem isso.

Veja bem, você diz “não faça isso”, e ela NÃO faz o que você disse. E é um ciclo. Mas por quê? Porque o repetitivo “não” faz com que a criança aprenda a dizer não, e ele deixa de ter poder se dito a qualquer custo. Podemos relacionar também esse tema a orientação, nada mais é do que educar. Certos momentos exigem a negação clara, mas, não é sempre. Em muitos deles podemos trocá-lo por sugestões de outras atitudes, é uma forma distinta de orientá-los.

Explicando melhor, a ideia é realmente substituir o não por uma sugestão do que você gostaria que ela/ele fizesse. Por exemplo, com o foco nas escolas, e visando a pedagogia, para uma criança pequena que vai correr na sala, ao invés de dizer “não corre”, chame-o para brincar ou convide para ler um livro. Enfim, trocar por outras possibilidades, ofertar a ideia de outras atitudes. Isso, colabora para a melhoria de outras atitudes também, como o fortalecimento das relações com a turma, a versatilidade para lidar com os determinados e distintos comportamentos que surgiram dia após dia.

Dessa forma, a criança vê o “outro lado” e aprende assim, sem ser submetida a ouvir não o tempo todo. Mas claro, são alternativas, é claro que isso não é para tudo, algumas vezes ele deve ser dito, a questão é o exagero. Lembre-se: o objetivo disso é diminuir o tanto que dizemos “não pode” e apresentar então, o que pode.

Referências

Imagem retirada do link: https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn%3AANd9GcRBhtWeEk20kdo1R28Hlv8xco9_eslFjpXBnJz0k5BdNVesiPZ2

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *