A ambiguidade em um olhar

Esse tema tem mesmo a ver com empatia. Atualmente, venho percebendo ao longo dos textos e das interações com quem os lê, que as pessoas estão cada vez mais voltando-se para a afetividade no processo da aprendizagem. Se fala em vínculos, e só não concorda com isso quem está um pouco distante da realidade da educação.

Diante disso, e diante do que sabemos sobre afetividade e empatia na educação, vamos nos focar em algo que pode ser quase que definitivo no desenvolvimento de uma criança, a forma como olhamos para ela. 

O professor acaba sendo para o aluno uma referência, alguém em que a criança acredita e leva como uma pessoa que sabe o que está dizendo. E se esse professor, tão respeitado pelo aluno,  se utilizar de palavras tão duras que, mesmo sem querer, repreenda o aluno a ponto dele não mais querer expor suas ideias? Se esse professor não ver que o que o aluno produziu é o melhor que ele pode naquele momento e criticar negativamente o tempo inteiro? O aluno certamente não se tornará confiante de si mesmo.

Refletindo sobre esses exemplos, percebemos como o mesmo olhar, a mesma palavra que pode impulsionar a coragem, a criatividade, o desenvolvimento de uma criança, pode também, se mal feito, desacreditá-la de sua capacidade. É um processo delicado, que precisa ser visto com atenção diariamente, nas particularidades de cada aluno.

O educador tem o papel de ser mediador do conhecimento, de capacitar o aluno, fazê-lo querer se desafiar e acreditar que está crescendo. As críticas construtivas podem e devem ser feitas, mas com cuidado e empatia.

REFERÊNCIAS

Imagem retirada do link:
https://seakalm.com.br/o-poder-da-empatia/

2 thoughts on “A ambiguidade em um olhar”

  1. Perfeito lauren!!!

    Muito bem expostas as suas ideias.
    Eu sempre procuro incentivar a criatividade e o desejo pelo conhecimento por parte da Manuela respeitando as suas limitações.
    Afinal, estamos criando robôs ou crianças?

    1. Perfeita reflexão Julio, eles precisam ser incentivados para a autonomia, possuem muita capacidade. Muito obrigada!! Fico feliz que tenha gostado. Um abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *