Quando o vínculo é sincero

Na relação entre professor e alunos, é preciso que haja sentimento. Isso mesmo. Já não podemos mais falar em educação sem falar em construção de vínculos. Da educação tradicional até o dado momento em que se começou a questionar e mudar isso, penso que o ensino estava sendo falho. Hoje já temos consciência e plena certeza de que a educação deve passar pelo carinho, pelo vínculo e pela empatia.

Na prática, sabemos o lugar que ocupamos. Dosar nossas atitudes pode ser desafiador, mas é diariamente gratificante. É preciso ser firme, ser orientador, mediar várias situações e estar seguro do que se diz. Ao mesmo tempo, ser sensível, aberto a aprender, carinhoso e acolhedor. Ser parceiro de nossos alunos. E acreditem, isso é possível!

Isso está internalizado dentro de nós, além de ser um processo, uma tarefa diária a ser aprimorada. E, se depois de alguns períodos de estudo, você ganha um abraço de cada um e uma palavra afeto, é sinal de que está no caminho certo.

Referências

Imagem retirada do link: https://diocesedeguanhaes.com.br/professor/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *