Silêncio na biblioteca

Pensem comigo, que bibliotecas você frequentou ou frequenta? Juro que escrevi este post assim que saí de uma aula incrível de contação de história. E sabem o que refletimos? Sobre como podem pedir silêncio em uma biblioteca. Todo mundo que vai ler isso deve ter ido a uma biblioteca e lá precisou falar baixo. Agora pensem comigo: para que as pessoas vão a uma biblioteca realmente? Mas destaco, a palavra mágica é REALMENTE. As pessoas vão pra retirar livros, fazer trabalhos em grupo ou até usar computador, algumas vão para ler, entre outras atividades. E aí chegamos a nossa questão, o silêncio. Qual será o silêncio necessário para realizar essas atividades? Galera, o que muita gente vem se questionando é que a biblioteca deveria ser um lugar ativo, vivo, onde tem um lugar para diversas atividades, musicalidade, contação de histórias, trabalhos, leituras, etc. Gostaríamos que sim, houvesse troca, debates, conversação. Mas, claro, você deve estar se perguntando, e quem gosta de ler em silêncio? Aí entra o bom senso, todo o som que as atividades farão, tem um limite, um local, mas se pensarmos na biblioteca um local de troca de informações, de busca de conhecimento, sempre fará algum som. A grande questão é que esse pedido de silêncio a nível de respeito, passou a ser algo exigido com rigidez ao ponto das pessoas não apreciarem mais ir a biblioteca, e assim, ela se torna um lugar cada vez mais vazio. Por isso, a ideia é que se façam atividades pertinentes a leitura, a contação, entre outros na biblioteca, para que ela seja um lugar vivo, frequentado e interessante aos leitores.

Referências

Imagem retirada do link: https://www.wreducacional.com.br/curso-de-nocoes-basicas-gestao-de-biblioteca

3 thoughts on “Silêncio na biblioteca”

  1. Interessante o tema abordado, a Biblioteca. Acredito que seria muito interessante as Bibliotecas possuírem um local isolado para as pessoas que preferem ter um pouco mais de privacidade e concentração para realizarem suas leituras e, assim, todos poderem aproveitar o espaço e todas as possibilidades que ele permite trabalhar com as crianças, momentos de diálogo e momentos de concentração.

  2. Ótimo você ter escrito um pouco sobre isso, concordo com tuas posições e ressalto que, muitas vezes, as escolas sofrem pela falta de profissionais na área, em muitas escolas, esse profissional não existe, ou existe alguém, temporariamente substituindo o profissional. As crianças adoram a biblioteca, ainda é um local mágico e prazeroso, muitos professores aproveitam muito bem o espaço e isso faz toda diferença. Forte abraço!

    1. Sábias palavras Jassana, essa é mais uma questão importante, precisamos levar a sério a importância desse profissional. E sim, em contrapartida temos escolas que investem muito nisso e são lugares incríveis! Abraços e obrigada por participar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *